Indaiatuba fica entre as cidades mais inteligentes do Brasil pelo 6º ano consecutivo

Município ocupa a primeira colocação da RMC entre cidades do mesmo porte

Mais uma vez, Indaiatuba fica entre as cidades mais inteligentes do Brasil, de acordo com o “Ranking Connected Smart Cities”, realizado pela Urban Systems. Nesta edição, o município é o primeiro da RMC (Região Metropolitana de Campinas), levando-se em conta cidades entre 200 mil e 500 mil habitantes.

Considerando todas as cidades brasileiras entre 100 mil e 500 mil habitantes, Indaiatuba saltou da 23ª colocação em 2019 para a 17ª posição em 2020.

Desde 2015, quando foi iniciado o estudo, o município se mantém entre as 70 cidades do país com as melhores colocações.

Segundo o estudo, o conceito de conectividade é a relação existente entre os diversos, uma vez que uma cidade só alcança o desenvolvimento quando compreende o poder de conectividade entre eles. Desta forma, a pesquisa foi feita com base em 70 indicadores de 11 eixos temáticos: mobilidade e acessibilidade, meio ambiente, urbanismo, tecnologia e inovação, saúde, segurança, educação, empreendedorismo, energia, governança e economia.

As fontes utilizadas foram órgãos oficiais, tais como, IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), SNIS (Sistema Nacional de Informações Sobre Saneamento), Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e Inep (Instituto Nacional e Estudos e Pesquisas Educacionais).

URBANISMO E ECONOMIA

Indaiatuba também ocupa a 1ª posição da RMC nos aspectos Urbanismo e Economia. A cidade fica com a 5ª colocação em Urbanismo no ranking geral, considerando todas as 673 cidades brasileiras analisadas, e a 3ª colocação, quando considerados apenas municípios entre 100 mil e 500 mil habitantes.

Esse recorte do estudo considerou a porcentagem de atendimento urbano de água, a porcentagem de atendimento urbano de esgoto, lei de uso e ocupação do solo, lei de operação urbana, plano diretor estratégico, alvará provisório (consulta), despesas com urbanismo, porcentagem da população em baixa e média densidade, automóveis/habitantes, ônibus/automóveis e outros modais de transporte em massa.

O município é o 8º colocado em economia entre as cidades do mesmo porte no ranking geral. Neste caso, são considerados o crescimento de empregos e de empresas, crescimento do PIB per capita, renda média dos trabalhadores formais, crescimento das empresas de economia criativa, computador/aluno, entre outros.

No ranking geral da Urban Systems, Indaiatuba aparece na 43ª colocação entre as 673 cidades avaliadas.