Circuito Sesc de Artes chega a Indaiatuba dia 21 deste mês

Programação da cidade terá várias oficinas e show de Moacyr Luz no encerramento

Por Mariana Corrér

O Circuito Sesc de Artes 2018 chega ao interior paulista neste mês. O evento acontece entre os dias 6 e 22, com música, intervenções circenses, literatura e muito mais de arte na rua, e para todos. Em Indaiatuba, o Circuito será no dia 21 de abril, feriado de Tiradentes.

As atividades começam às 16h30 e seguem até as 21h30  na Concha Acústica do Parque Ecológico, com destaque para as oficinas, que são o diferencial da programação de Indaiatuba.

O evento será encerrado pela tradicional roda de samba carioca de Moacyr Luz e Samba do Trabalhador. A roda leva esse nome por acontecer às segundas-feiras. Na sua carreira de compositor, teve mais de cem músicas gravadas por diferentes intérpretes da MPB, como Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Maria Bethânia, Nana Caymmi, Beth Carvalho, Leny Andrade, Gilberto Gil e Leila Pinheiro. Neste show, apresenta o repertório do CD e DVD Moacyr Luz e Samba do Trabalhador – Ao Vivo no Pirajá.

A programação ainda terá apresentações de circo, com Carta Branca e Malabarismo Possível – da Cia. Do Relativo; e dança, com Performances Fabulosas e Laboratório de Performances Fabulosas.

Na literatura, haverá atividades com Leia, Conta um Cuento, e Escutaí. No cinema, a oficina é com um óculos de Realidade Virtual.

Representando as artes visuais, o circuito terá Serigrafia Pop-Art, com Quiosco Cultura – Atelier Itinerante.

Essa é decima edição do Circuito, envolve 110 trabalhos artísticos com cerca de 400 artistas em mais de mil ações, todas gratuitas e livres para todos os públicos, em 120 cidades. Na região, além de Indaiatuba, haverá atividades em Americana, Itapira, Mogi Guaçu, Mogi Mirim e Santa Bárbara d’Oeste. Todos os detalhes estão no site http://circuito.sescsp.org.br.

Confira os detalhes de cada atração:

Carta Branca

Quatro artistas, um cenário inconstante, transformado continuamente por aqueles que capturam a narrativa. Uma história construída entre o malabarismo e a acrobacia, entre o silêncio e o som do acordeão.

Malabarismo Possível - Com Cia. Do Relativo

A atividade oferece a crianças e adultos a possibilidade de experimentar jogos cooperativos criados a partir de conceitos do malabarismo. São disponibilizadas sete instalações interativas nas quais os artistas da companhia atuam como mediadores, facilitando a exploração de diferentes dinâmicas entre os participantes. A atividade abrange desde pessoas inexperientes nas técnicas de manipulação de objetos até aquelas que, já possuindo conhecimentos anteriores, queiram experimentar novos estímulos criativos.

Laboratório de Performances Fabulosas

Performances Fabulosas é o nome dado a um conjunto de performances coletivas e individuais que incluem a presença da artista propositora, a do público, a memória do gesto dos nossos ancestrais, máscaras e vestimentas baseadas em seres mitológicos pré-colombianos nomeados Fabulosos. Seja outro de si mesmo e mapeie suas memórias corporais por meio de vestimentas, máscaras ancestrais.

Ficam à disposição do público alguns "Fabulosos" criados pela artista plástica e performer Carolina Velasquez. O convite é para respirarmos todos juntos, ouvirmos histórias  fabulosas,  brincadeiras com o vento e por meio de tecidos. Para caminhar, desfilar, celebrar e viver juntos, vestindo máscaras e vestes do mundo dos sonhos, experimentando ser outros seres de nós mesmos inspirados pela contação de histórias fabulosas.

Performances Fabulosas

EL DOBLE é um termo utilizado em estudos espirituais e xamânicos, refere-se a seu  representante animal no mundo espiritual, aquele que representa sua força por meio de suas características de comportamento e poderes oriundos das características físicas de seu corpo.

EL DOBLE, no contexto desta produção artística intitulada Performances Fabulosas, é colocado como um ser resultante de memórias coletivas e individuais, dos horrores e bênçãos das histórias de vida, das forças invocadas, das guerras combatidas, das danças realizadas, das memórias dos corpos de nossos ancestrais.

Os seres nascem do desejo genuíno de trazer aspectos físicos do mundo espiritual ao mundo material sob o conceito Fabuloso, aquilo que não vemos mas que vive em nós o tempo todo; o fabuloso não obedece às leis da natureza que conhecemos, seres, por vezes, muito pesados voam como plumas, falam com o pensamento, possuem chifres, bicos, rabos, ou seja, partes de animais diferentes em um ser só, possuem cores do mundo espiritual xamânico como o rosa forte, vermelho-queimado, azul celeste… são híbridos e livres que caminham entre nós.

Escutaí

O grupo As Meninas do Conto propõe levar histórias para as ruas de forma lúdica. Nessa intervenção, as narradoras percorrem diversos espaços, contando histórias individualmente ou para pequenos grupos, mesclando poemas, quadrinhas, adivinhas e cantando algumas canções.

Conta um Cuento?

Culturas repletas de histórias que nos contam de povos e lugares, nem tão distantes, mas algumas vezes desconhecidos. O grupo As Meninas do Conto nos convida a uma viagem pelo continente Latino Americano, através de uma apresentação que intercalará contos e músicas de diferentes sociedades como Venezuela, Costa Rica, República Dominicana e também do nosso Brasil. Partilharemos com público três histórias que fazem parte da memória dos povos vizinhos latino-americanos, com muita diversão, alegria e interação.

Leia
Pequenas bibliotecas, que também são banquinhos de descanso, contribuem para que um espaço seja mais vivo, e os livros mais acessíveis às pessoas.

Realidade Virtual  

Ainda recente, a utilização da tecnologia de realidade virtual vem ganhando corpo ano após ano, abrindo novas possibilidades de linguagem e narrativa, criando uma alternativa e, não, uma substituição ao cinema. O Circuito Sesc de Artes traz um panorama da produção recente em VR (do inglês virtual reality) com cinco filmes que apresentam os primeiros passos desse novo caminho.

Serigrafia Pop-Art - Com Quiosco Cultura l - Atelier Itinerante

Serigrafia, um passeio pela Pop-Art levará os participantes a uma exploração em um ateliê itinerante através da arte da Serigrafia, onde poderão criar estampas e gravuras com diversos motivos inspirados na Pop-art, farão impressão com técnicas especiais em papeis e tecidos.