Inscrições para o prêmio literário Acrísio de Camargo estão abertas

Concurso é direcionado para jovens entre 15 e 29 anos

O período de inscrições para o 14º Prêmio Literário Acrísio de Camargo – Nova Geração, realizado pela Secretaria de Cultura de Indaiatuba segue até o dia 20 deste mês. Neste ano, poderão participar do concurso literário jovens com idades entre 15 e 29 anos residentes em Indaiatuba, diferentemente dos concursos anteriores, que definia apenas uma idade mínima para participação.

Segundo a secretária de cultura, Tânia Castanho, a alteração no regulamento delimitando mais a idade para participação é justamente por conta da proposta do concurso. “Optamos por essa pequena modificação para dar mais oportunidades para esse público, de acordo com o Estatuto da Juventude (Lei nº 12.852/2013), uma vez que o objetivo desse evento é incentivar a produção literária local e o surgimento de jovens escritores no município”, explicou.

Os interessados poderão inscrever até três obras em cada uma das três modalidades do concurso: conto, crônica ou poesia, desde que sejam inéditas. O edital completo e a ficha de inscrição estão disponíveis exclusivamente no site da Prefeitura de Indaiatuba (http://www.indaiatuba.sp.gov.br/cultura/concursos/premio-literario-acrisio-de-camargo/).

As obras serão avaliadas por uma Comissão Julgadora integrada por profissionais de literatura do Estado de São Paulo e serão atribuídos prêmios para cada uma das modalidades nos valores de R$ 4 mil para o primeiro colocado, R$ 3 mil para o segundo e R$ 2 mil para o terceiro. Além premiação, poderão ser indicadas outras três obras, de cada modalidade, como “Menções Honrosas”. A entrega da premiação será realizada durante a programação do Festival Outubro Literário 2018, em solenidade especial. A data, horário e local da premiação serão divulgados posteriormente.

Quem foi Acrísio de Camargo

Autor da letra do Hino de Indaiatuba, Acrísio de Camargo nasceu em 1899, em Jundiaí, mas veio para Indaiatuba, onde iniciou os estudos. Trabalhou como farmacêutico, mas ganhou notoriedade dedicando-se às artes. Escreveu comédias teatrais, inúmeros poemas e pintou mais de 100 quadros. Em 1930 escreveu o Hino de Indaiatuba, com a melodia de Nabor Pires Camargo, a pedido do major Alfredo Camargo da Fonseca, prefeito de Indaiatuba na ocasião, quando foi comemorado o 1º centenário de elevação de Indaiatuba a freguesia.