Casarão Pau Preto tem atividades especiais na Semana Nacional de Museus 

Programação inclui palestras, oficinas e exposição

O Museu Municipal Casarão Pau Preto, de Indaiatuba, participa da 17ª Semana Nacional de Museus promovida pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) em comemoração ao Dia Internacional de Museus, celebrado no dia 18 deste mês.

Nesta edição, que acontece desta segunda-feira (13/5) a domingo (19/5), a Fundação Pró Memória de Indaiatuba preparou diversas atividades, como visitas mediadas, palestras, oficinas e exposição.
 
O tema deste ano é “Museus como Núcleos Culturais: O Futuro das Tradições”. Segundo o superintendente da Fundação, Gustavo Nóbrega, a temática propõe uma reflexão acerca da relação existente entre o museu e a sociedade a qual ele pertence. 

“Todo e qualquer povo é marcado por suas tradições, que podem ser milenares ou recentes. O Museu Municipal Casarão Pau Preto, sendo um local de memória, portanto, deve ser pensado como um núcleo histórico-cultural de Indaiatuba, que respeita e conserva as tradições locais, buscando transmiti-las às gerações futuras”, observa Nóbrega.

Para participar da visita mediada, palestras e oficinas, basta fazer a inscrição por meio do site da Fundação Pró-Memória (https://www.promemoria.indaiatuba.sp.gov.br/) ou presencialmente no Casarão Cultural Pau Preto, que fica na Pedro Gonçalves, 477, Centro. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (19) 3875-8383. 
 
PROGRAMAÇÃO DA SEMANA NACIONAL DE MUSEUS – CASARÃO
 
VISITA MEDIADA - Visita guiada durante toda a semana para grupos de, no mínimo, 5 pessoas, mediante agendamento prévio no site da Fundação Pró-Memória. 
Duração: semana toda.
 
EXPOSIÇÃO DE FOTOS - “Tradições: O Museu como palco de sua sociedade” – Exposição de fotos e objetos de tradições locais.
Duração: semana toda.
 
PALESTRA: “O MUSEU E AS TRADIÇÕES NOS DIAS PRESENTES” (Em seguida de roda de conversa com idosos)
Data: 17 de maio (sexta-feira) às 15h
Palestrante: Tami Coelho Ocar.
O trabalho visa atender ao público idoso, tão caro aos nossos museus por serem os portadores vivos de nossas Histórias e tradições. A palestra tem como objetivo apresentar a eles o que é um museu, seu funcionamento e por quê o museu é importante para a preservação de nossas memórias. Após a palestra será realizada uma roda de conversas, com a intenção de integrar aquele público na busca e preservação por nossas tradições e identidades.
Público máximo: 40 pessoas (preferencial para público acima de 60 anos).
Inscrições pelo site da Fundação Pró-Memória ou presencialmente no Casarão Pau Preto.
 
PALESTRA: “MAS AFINAL, O MUSEU É DE QUEM? PATRIMÔNIOS, TRADIÇÕES E CONEXÕES”
Data: 17 de maio (sexta-feira) às 18h
Palestrante: Tami Coelho Ocar.
Palestra dirigida para o público a partir de 14 anos de idade, com o objetivo de suscitar na sociedade a ideia de que o museu a ela pertence. Ao final haverá uma visita guiada pelo Museu Casarão Pau Preto.
Público máximo: 60 pessoas.
Inscrições no site da Fundação Pró-Memória ou presencialmente no Casarão Pau Preto.
 
OFICINA DE BRINCADEIRAS TRADICIONAIS
Data: 18 de maio (sábado) às 14h
Oficina direcionada para crianças de 6 a 10 anos com o objetivo de trazer para as crianças o conceito de “tradição” de forma lúdica.
Responsáveis: Tami Coelho Ocar e Yara Raquel Silva Cruz.
Público máximo: 20 crianças (pais ou responsáveis deverão permanecer nas dependências do Museu durante a realização de toda a atividade).
 
CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS
Data: 19 de maio (domingo) às 10h
Realizada pela Trupe “Hora da História” é direcionada para crianças a partir de 4 anos, a história “A Colcha de Retalhos” tem como objetivo trabalhar com a temática “tradições” de forma lúdica, remetendo à memória afetiva das crianças.
Pais ou responsáveis deverão permanecer nas dependências do Museu durante a realização de toda a atividade.
 
OFICINA “VISÕES DE INDAIATUBA”
Data: 19 de maio (domingo) às 15h
Oficina/passeio realizada em três partes para público a partir de 10 anos. O ponto de encontro do passeio será o próprio Casarão Pau Preto. Na primeira parte a turma será levada ao “centro velho” de Indaiatuba (Museu Ferroviário, Igreja de Nossa Senhora da Candelária e Casa Número 1). Na segunda parte eles serão trazidos de volta ao Casarão, onde serão apresentados ao mesmo por meio de uma breve palestra e passeio. Ao final, os participantes serão convidados a desenhar alguma memória que eles tenham do Casarão Pau Preto, que poderá ser postada na página do Facebook da Fundação Pró-Memória, realizando uma “exposição online”.
Responsável: Tami Coelho Ocar.
Público máximo: 40 pessoas (menores de idade deverão estar acompanhados pelos pais ou responsáveis).
Inscrições no site da Fundação Pró-Memória ou presencialmente no Casarão Pau Preto.